segunda-feira, 9 de março de 2009

Eu leio a revista Veja. Há anos, por sinal, desde quando era importante para fazer o vestibular (ao lado de ler Machado de Assis; hoje encontra-se tudo resumido na net). Bem, não obstante ler, também sou assinante, já que acho mais prático e econômico recebê-la em casa. [Pausa para críticas e muxoxos].
Bem, tirando certo tendencionismo da revista e sua irritante mania de polarizar o mundo da política em bons e maus, como se fossem personagens de história em quadrinhos, o fato que a revista a mim parece interessante.
A edição da semana passada (nº 9) só me foi entregue hoje, por problemas operacionais já resolvidos, mas creio que nunca uma entrevista das páginas amarelas me chamou tanto a atenção, quanto a concedida pelo Pelé.
Eu já li um pouco de coisa da minha vida, e leio desde os 4 anos, mas nada que se compare à Tia Batata, claro, que sabe tudo de tudo e mais uma meia dúzia de coisas. Bem, nesse pouco de coisa não me lembro de ter tido (cacófato, oi?) o desprazer de ler nada mais repugnante quando as palavras expelidas pelo mencionado jogador.
A arrogância dele dá nojo! O cara fez questão de dizer, dentre outras barbaridades, que já lhe disseram que ele é mais famoso que Jesus Cristo, título que sua modéstia não lhe permite aceitar, já que para os Beatles tal afirmação deu azar. Aliás, ele se acha superior em importância aos Fab Four, já que eles eram sirs e ele é Cavaleiro do Império Britânico (só não perguntem o que esse título, muito charmoso por sinal, acrescentou à vida medíocre dele). Fiquei tão estarrecida com a entrevista que acho que poderia falar dela por muito tempo, mas isso obviamente não interessa a ninguém.
Lado outro, a mesma edição do semanário traz um texto brilhante do Mestre Millôr Fernandes, escritos, tradutor poliglota, ilustrador; gênio, enfim. Só mesmo uma pérola produzida por ele, comentando ao mesmo tempo Jung e Nabokov para aliviar a azia que as palavras do Pelé me causaram.
E tudo isso numa segunda-feira.

Um comentário:

LuMa disse...

A Tia Batata é fenomenal! Além de ler, escrever, resenhar, assistir, administrar, opinar, ouvir, selecionar e traduzir um mar de coisas, provavelmente ainda deve cozinhar, lavar, cuidar dos gatinhos e outro tanto de verbos que couber aquí! Ela é humana? :)

Qto a leitura de revista ou livro que seja, sou pelo tato. Ainda sou por folhear as páginas, em vez de clics.