terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Tenho um vizinho que escutá música (ruim) o dia inteiro, em volume invasivo, e outro que assiste TV de madrugada também em volume invasivo.
Realmente me pergunto se somos só eu e R. que nos preocupamos com o incômodo alheio, em fazer barulhos inconvenientes que possam tirar os vizinhos do seu sacro direito ao descanso, mas, cara, lá no fundo eu acho que é só a gente mesmo.

Um comentário:

Eduardo disse...

Pois é, eu também penso assim. Mas certamente somos poucos e estamos em extinção.